motogalos@motogalos.pt

Viana do Castelo acolheu pela segunda vez Moto-Rali da Moto Galos

Treze anos depois, o Moto-Rali Nacional da Moto Galos regressou no fim de semana, de 16 e 17 de setembro, ao bonito e hospitaleiro concelho de Viana do Castelo, agora sob o mote “Havemos de Ir a Viana”.

A 16ª edição do evento cumpriu-se com uma curta mas animada caravana, de 22 equipas, que ao longo de 135 quilómetros desfrutaram de um enquadramento paisagístico de excelência, contrastante, entre o azul do mar e do rio e o verde das montanhas.

A iniciativa integrou o 21º Troféu Nacional de Moto-Ralis Turísticos da Federação de Motociclismo de Portugal/Dunlop/BMW e o grupo compôs-se principalmente com motociclistas experientes e já calejados nestas andanças, mas também alguns novatos não deixaram escapar a oportunidade para apreciar tão interessante forma de fazer mototurismo e de conhecer os encantos do nosso país.

Por terras do Alto Minho, viveram-se dois dias de convívio e diversão, cultura e lazer – como este tipo de evento tão bem sabe aliançar. Para ajudar à festa, à noite, o festival urbano “Viana Bate Forte 2017”, em pleno coração da cidade minhota, ofereceu aos participantes muita e boa música nos quatro palcos situados nas praças da República, Liberdade, Mexia Galvão e Erva, com Luísa Sobral, Dengaz, Richie Campbell ou Capitão Fausto, entre outros, além dos cafés e bares abertos até mais tarde.

Viana do Castelo assenta numa paisagem de singular encanto, entre o mar e a foz do Rio Lima e a encosta do Monte de Santa Luzia. Ex-libris da cidade, eis então aí a primeira paragem, no sábado, junto ao templo-monumento dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, de onde a vista se perde com tão amplo e encantador cenário.

Já perto do mar, num promontório em Carreço, os participantes visitaram o Farol de Montedor, o farol mais a Norte de Portugal, que além do interessante acervo museológico, o espaço proporciona uma vista fabulosa sobre toda a região costeira envolvente. Ainda da parte da manhã, visita ao Núcleo Museológico Agro-Marítimo de Carreço, passagem pelo Forte de Santiago da Barra e demonstração das habilidades para a pesca, junto à foz do Lima.

Entre a cidade e a montanha
No sábado à tarde, após um retemperador almoço, o percurso desenrolou-se mais pelo interior e as montanhas do concelho vianense. Depois da visita à fábrica de louça regional, a viagem seguiu para o alto da Serra d’ Arga, para o Santuário da Senhora do Minho. Já de regresso ao bulício da cidade, o road-book convidou para um breve passeio pedonal pelo centro histórico, com visita ao riquíssimo e imperdível Museu do Traje.

A etapa de domingo arrancou de novo junto ao Centro Cultural, numa partida dada por um animado e típico cabeçudo vianense. O dia começou com a visita ao Navio Hospital Gil Eannes, atualmente pólo de atracção, património cultural e afetivo de Viana do Castelo. Em 1998, a embarcação foi resgatada da sucata por 250 mil euros, numa inédita campanha que envolveu toda a sociedade local, depois foi recuperada e abriu ao público, sendo um símbolo da cultura piscatória e da construção naval portuguesa.

O passeio findou junto à igreja da Senhora do Crasto, em Deocriste, já do lado sul do rio Lima, onde se realizou um divertido jogo e se tirou a obrigatória fotografia de grupo, com a anfitriã e acolhedora Viana do Castelo como pano de fundo.

O almoço de encerramento decorreu na sede do Moto Clube Foz do Lima, em Vila Franca. A chegada dos motociclistas fez-se acompanhada pela voz da saudosa fadista Amália Rodrigues, com o memorável "Havemos de Ir a Viana". Antes da entrega dos prémios, Pedro Sousa, presidente da Moto Galos, agradeceu ao sócio e participante Luís Palma por ter sido “a ponte entre o clube e o vereador do Desporto Vítor Lemos, da Câmara Municipal de Viana do Castelo”, e a todos os que estiveram envolvidos “na organização de um evento que exige cada vez mais logística e burocracias”.

António Costa, da Comissão de Mototurismo da Federação de Motociciclismo de Portugal, realçou “o fim de semana espetacular”, parabenizou a equipa e minimizou o que correu menos bem. “Só não falha, quem não organiza, houve sempre fair-play, as dificuldades ultrapassaram-se rapidamente, como assim deve ser, quanto à adesão no próximo ano será maior”.

O pódio dos mais regulares
A equipa “Sopas Team”, de Hélder Alexandre e Iliana Pereira, foi a mais atenta e regular e a que menos penalizou (23 pontos), pelo que conquistou o primeiro lugar e um grande e bonito palmito tradicional “vianês”. Em segundo lugar ficou a dupla da Moto Galos “Fifi”, de Filipe Torres e Filomena Portela, com 32 pontos. Foram agraciados com uma miniatura de um típico cabeçudo. O pódio compôs-se com mais uma equipa da casa “O Senhor do Galo”, de Eduardo Rodrigues e Angelina Silva, que somaram 34 pontos e venceram também um palmito em menores dimensões. Os prémios de artesanato foram gentilmente oferecidos pela autarquia de Viana do Castelo.


Equipas vencedoras: "Fifi" (2º), "Sopas Team" (1º) e "O Senhor do Galo" (3º) (da esquerda para a direita)

Fotografia de grupo junto à Igreja da Senhora do Crasto, em Deocriste

Publicado em 2017-09-20

Notícias relacionadas

Joaquim Rodrigues melhor português no Dakar 2021

Chegou ao fim a edição 2021 do Rali Dakar. Joaquim Rodrigues foi o melhor português nas motas, ficou em 11º lugar. Pedro Sousa fala em “espírito de verdadeiro vencedor”.

Sede encerrada, reabre a 17 de fevereiro

Informamos que a sede social da Moto Galos, na Central de Camionagem de Barcelos, estará encerrada durante as próximas semanas.

Assembleia Geral adiada para 19 de fevereiro

Na sequência do novo confinamento geral decretado pelo Governo para o próximo mês, face ao agravamento da crise sanitária pela pandemia da Covid-19, a Assembleia Geral Ordinária da Moto Galos foi adiada para o dia 19 de fevereiro.

Jovem moçambicana apoiada pela Moto Galos já frequenta a 9ª classe

Yassimini Faria A., a jovem moçambicana que a Moto Galos começou a apoiar em 2015, no âmbito do projeto de apadrinhamento da SOPRO, está bem e sente-se agradecida pela oportunidade.

Votos de Boas Festas

A Associação Clube Moto Galos de Barcelos deseja a todos Feliz Natal e Próspero Ano Novo.

Covid-19 impossibilita 13º Moto Desfile de Pais Natais

Pela primeira vez desde 2008, ano da primeira realização, o tradicional Moto Desfile de Pais Natais da Moto Galos não animará as ruas de Barcelos, por força das circunstâncias da pandemia da Covid-19.

desenvolvido por aznegocios.pt